Ninguém explica Deus… mas quem disse que o Big Bang disfarça?

“Ninguém explica Deus”. Uma frase que você já deve ter ouvido algumas vezes, seja numa pregação ou como resposta de alguém a seus questionamentos sobre algo relacionado ao sagrado. Essa frase também dá nome a uma das músicas de maior sucesso do projeto Preto no Branco. Um grupo de músicos cristãos da melhor qualidade e que contempla estilos como black music, soul, R&B, samba, pop rock e indie rock em suas músicas. Vale a pena conhecer.

A música em questão fez muito sucesso, e talvez seria uma das minhas favoritas do grupo, não fosse por uma frase apenas, mas que me causa um tremendo incômodo toda vez que escuto: “ou Big Bang pra disfarçar”. Dentro do contexto talvez faça mais sentido:

Nada é igual ao seu redor
Tudo se faz no seu olhar
Todo o universo se formou no seu falar
Teologia pra explicar
Ou Big Bang pra disfarçar
Pode alguém até duvidar
Sei que há um Deus a me guardar

Pra quê? Tão desnecessário. Tão arrogante.

Pode parecer exagero da minha parte. Mas meu problema não é com a música em si, e sim com o que está por trás dessa ideia: o cansativo, insistente e falacioso confronto entre fé cristã e ciência, fruto de uma cultura retrógrada e de uma visão de mundo distorcida que adora criar conflitos onde não precisa.

O discurso é geralmente assim: você precisa escolher um lado neste campo de batalha do que a Bíblia diz contra o que a ciência diz, e pegar suas armas. Mas na maioria dos casos, em meio a essa batalha sangrenta, ninguém percebe que está lutando contra o vento.

Sinceramente, como cristão, como ser consciente e racional, não consigo fazer essa escolha num conflito tão inútil. Sempre vou crer no que a Bíblia diz, como também sempre vou me basear em evidências científicas pra construir minha visão de mundo.

Ao invés de ir à guerra, consigo abraçar essa harmonia tão maravilhosa entre os dois lados. Essa harmonia só é perturbada pelas pessoas que insistem em colocar um muro entre esses campos, por aquelas que querem usar a ciência ou a fé apenas para justificar sua opinião sobre o mundo.

Podíamos começar a ver a ciência como o estudo das coisas que existem e de como funciona o universo, e não tentar usar tanto a ciência quanto a fé como ferramentas ideológicas para defender nosso ponto de vista.

O Big Bang nada disfarça, na verdade revela. Não é uma teoria científica pra tentar tirar “deus” da equação, apesar do que pensam alguns cientistas ateus e cristãos fervorosos.

Foi Deus que criou o Universo ou foi o Big Bang? Pra mim essa pergunta não existe, nem faz sentido. Não estão na mesma categoria. O Big Bang não é uma entidade, não é um “quem”, mas é um “como”. Seria que nem perguntar quem escreveu este texto: o autor ou o Word?

im.png
Cena de um dos debates de Deus Não Está Morto: o Big Bang também não matou Deus.

Alguém pode dizer: “Mas o Big Bang fala de um universo com bilhões de anos, e a Bíblia diz que o mundo foi criado em 6 dias!” Pois é. O problema é que acontece hoje o mesmo que acontecia há alguns séculos atrás. Muitas vezes nós só não sabemos ler a Bíblia.

Antigamente acreditavam, por exemplo, que as Escrituras davam base para a crença de que a Terra era o centro do universo, e que quando a ciência apontava o fato de que a Terra não era nem o centro do sistema solar, estava contrária ao que a Bíblia dizia. Heresia!

Hoje acontece o mesmo. De onde que as pessoas tiram essas conclusões? “Não é o que a Bíblia diz”, elas falam. Através de suas interpretações, a Bíblia diz o que elas querem que a Bíblia diga.

A Bíblia é a Palavra de Deus e deve ser lida como tal. Ela procura mostrar princípios exatos, e não detalhes exatos.

Usar a Bíblia pra fazer ciência? Não dá. Preciso ler a Bíblia pelo que ela é. Você não lê um romance com o mesmo olhar e interpretação com os quais lê um livro histórico. Não lê um artigo científico com a mesma intenção de quando lê uma receita de brigadeiro. Há diferentes tipos de linguagem, diferentes tipos de sons, mas nenhum deles é sem significado.

Em momento algum os primeiros capítulos de Gênesis me apresentam um relato histórico e linguagem detalhada tal como vemos, por exemplo, nos livros de Crônicas. Não estou dizendo que acho que tudo agora é simbólico, mas sim que a intenção do Gênesis é claramente mostrar princípios exatos da Palavra, trazer verdades revolucionárias para a existência: O mundo não é obra do acaso, Deus criou céus e terra de uma maneira ordenada e com propósito, e a criação era boa. É isso.

A ciência é a ferramenta que nos permite olhar para a criação de Deus e tentar entende-la. E isso não apresenta nada de contrário à Bíblia. “A glória de Deus é ocultar certas coisas; tentar descobri-las é a glória dos reis”, já dizia Salomão.

No final das contas, quer você acredite na evidência científica ou numa criação mágica de 6 dias (144 horas contadas no relógio), não precisa haver conflito.

Gente… é simples! Sua fé está baseada em que? Na Palavra. A Palavra mudou? Não. Então pronto. Nada exterior a isso deveria afetar sua fé. Relaxe. Saiba separar as coisas.

O Senhor é a minha rocha. A estrutura pode até balançar, mas tendo construído a casa na rocha, as circunstâncias, as tempestades e o vento de palavras não abalam a fundação. Temos que olhar para o chão. Onde estou? Se o que a ciência diz ou deixa de dizer atrapalha sua fé, então sua fé é manca e fraca. Você está sobre a areia.

Chega de ficar brincando de “Galileu versus Papa”! Há muitas outras questões que podem gerar conflito, mas creio firmemente que o Big Bang não é uma delas.

Anúncios

2 comentários sobre “Ninguém explica Deus… mas quem disse que o Big Bang disfarça?

  1. Vi este nome e pensei… “Este eu conheço!” E a confirmação do rosto não foi surpresa, mas satisfação. Parabéns pelo texto de brilhante análise da soberania de Deus Nosso Criador, que é tão complexa para alguns e você nos tornou fácil. Muito obrigado! Abração! Eduardo Satlher…

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s