O Sobrado 518

Olá! É com muito prazer que apresentamos o Sobrado 518 a você! O conceito vem do fato de que precisamos de um lugar seguro para viver, e não há nada mais seguro do que a nossa fé. O Sobrado é esse local de segurança, habitação e aconchego. E nosso podcast, o Janela, é por onde, desse lugar seguro, vemos o mundo lá fora e abordamos nossas apreensões.

O 518 vem do texto de 2 Coríntios 5:18, que diz que “tudo isso provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo e nos deu o ministério da reconciliação”. Na vida cristã, Cristo é o Senhor de todas as coisas. Essa reconciliação também envolve todas as coisas, inclusive arte, entretenimento e a cultura como um todo.

Alissa Wilkinson, editora chefe da seção Movies & TV da Christianity Today (uma das melhores iniciativas em prol de relacionar arte contemporânea e fé cristã), assina sua coluna assim: “Como assistimos importa tanto quanto o que assistimos. TV e cinema são mais do que entretenimento: eles nos ensinam como viver e como amar uns aos outros, para o melhor e para o pior. E eles tanto espelham quanto moldam nossa cultura”.

Essa compreensão, que também serve para qualquer outro tipo de manifestação artística, é o que mais sinto falta hoje quando nossa relação com os produtos culturais é abordada. Críticas que me digam se o filme vale ou não o ingresso, essas existem aos montes. Mas e aquelas que discutem o impacto que a obra traz, quais elementos se destacam e por quais motivos, como ela nos espelha e nos molda enquanto indivíduos e sociedade, e tudo mais? Se já não é fácil apontar esses caminhos no geral, tente imaginar aquelas que ainda se propõem a fazer isso a partir de uma mentalidade cristã.

Então surgiu a ideia de criar um podcast. Para discutir e comentar o que anda acontecendo no campo das artes e entretenimento. Sem um rótulo gospel, e sem censurar o que não se encaixa nele – importante frisar. Para falar do conteúdo, e também da estética. Sem um rótulo cult também – se eu fosse ouvir esse podcast, ia querer encontrar uma conversa de mesa de bar, quando até um eventual papo sobre a filmografia de um Bergman da vida é descontraído. E por que não falar de Bergman e de Meghan Trainor na mesma meia hora de um programa temático sobre o imaginário do casamento na cultura?

Reunindo as pessoas para tirar essa ideia do papel, ela cresceu e virou também um site. E aqui no Sobrado 518 tem gente que ama essa jornada de descobrir a plenitude de vida que Cristo nos deu, e que ainda somos tão limitados para compreender. A plenitude que inclui criar, à imagem do Criador, e tirar um tempo para apreciar o que é bom e belo. Na minha citação favorita, C.S. Lewis diz “eu creio no Cristianismo tal como creio que o Sol nasceu, não apenas porque o vejo, mas porque através dele eu vejo todas as outras coisas”. É isso. Vejamos, através dEle, todas as coisas pelo que são, para então entender e lidar com todos os desdobramentos que vêm a seguir. Só assim conseguimos ser os embaixadores na obra de reconciliação para a qual Deus nos chama.

Nosso desejo é compartilhar essa caminhada com você. E, no plano geral das coisas, queremos que mais gente tire mais ideias de reconciliação do papel. Com temor e amor. E que assim, daqui a algum tempo seja fácil apontar um tanto de espaços nos quais a gente pense a vida em sua plenitude – seja na arte ou em quem qualquer outro aspecto – a partir de uma cosmovisão cristã. O Sobrado 518 é um pedacinho das nossas jornadas, e desejamos que esse clichê seja a maior verdade: a casa é sua também.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s