Amar é sempre ser vulnerável. Até na arte.

Um dos meus maiores receios na hora de pensar em tatuagem é que enjoo muito rápido das coisas, então me comprometer com um desenho ou uma frase permanentemente marcados no meu corpo pode ser um tiro pela culatra. Mas se tem uma frase da qual nunca vou me enjoar é “Amar é sempre ser vulnerável”. E não necessariamente pela beleza estética dessa junção de palavras, … Continuar lendo Amar é sempre ser vulnerável. Até na arte.

Entre a Fantasia e a Realidade

Assim como existem dois caminhos a se seguir na vida, o da natureza e o da graça, como já observou Terrence Malick do início do seu (espetacular) filme A Árvore da Vida (2011), acredito também que existam dois mundos. Sim, dois mundos! Não, eu não estou louco, acredito que exista um mundo real: esse que conhecemos e que está cercado por uma realidade material e … Continuar lendo Entre a Fantasia e a Realidade

C.S. Lewis e porque nós não superamos FRIENDS

Há 12 anos (sim, 12 e você está velho demais) foi ao ar o último episódio da série Friends. Confesso que, em pleno 2016, a série ainda é minha companhia de almoços solitários pela semana. Mas, apesar de o meu irmão constantemente me lembrar de que há milhares de séries novas e interessantes para assistir (obrigada Netflix!), e questionar quando vou superar os anos 90 … Continuar lendo C.S. Lewis e porque nós não superamos FRIENDS

Cultura de massa e o Reino de Deus

A sociedade em que o cristão ingressa pelo batismo não é um coletivo, mas um Corpo. Na verdade, a família é uma imagem desse Corpo no plano natural. Se alguém chegasse com a concepção errada de que a membresia da Igreja é a membresia no degradado sentido moderno – um amontoado de pessoas como se fossem moedinhas ou pecinhas de jogos de tabuleiro -, seria … Continuar lendo Cultura de massa e o Reino de Deus

Realidade

Quando criança uma característica me era muito presente nas coisas que eu fazia, eu gostava de imaginar histórias, as fantásticas me fascinavam e levavam minha mente para lugares incríveis. Mais velho, tive a oportunidade de ler “As Crônicas de Nárnia” do grande C. S. Lewis (1898-1963), me identifiquei com os irmãos Pevensie que exploravam o mundo de Nárnia com grande curiosidade, travando batalhas e conquistando … Continuar lendo Realidade

Sejamos todos bregas

Vira e mexe me pego pensando em como não me sinto autorizada a tirar conclusões sobre a vida, o universo e tudo envolvido nessa mistura. Não cuido nem de um periquito, não superei nenhuma experiência traumática digna de trajetória sofrida de participante de reality show, e ainda nem me formei na faculdade, pelo amor de Deus! Só que algumas coisas já deixam marcas em mim, … Continuar lendo Sejamos todos bregas